Fechar

Escolha o seu idioma ou região

Close

This website content is also available in COUNTRY TO CHANGE.

"Cortiça… leve-a consigo sempre que deixar a Terra!"

2017-10-26 Entrevista a Donald Thomas, Astronauta da NASA

"A NASA vai continuar a confiar nos vossos materiais de proteção térmica"

Donald Thomas falou com a Amorim Cork Composites sobre os benefícios da cortiça para a indústria aeroespacial, a sua experiência e a contribuição para os sucessos no espaço e como vê a exploração espacial para a próxima década. Uma entrevista fascinante para ler, aprender e sonhar.

Está muito familiarizado com a Amorim ser parceiro tecnológico da NASA desde o início da exploração espacial. Como se sente por fazer parte deste legado?

Estou extremamente orgulhoso de ter tido a oportunidade de ser parte do programa espacial do nosso país, incluindo a fabulosa oportunidade de voar no Space Shuttle em quatro ocasiões. E saber que a Corticeira Amorim teve um papel tão fundamental no sistema de proteção térmica dos impulsionadores de combustível sólido faz-me sentir muito grato à grande equipa da Amorim. O trabalho que fizeram no passado a cuidar da segurança dos astronautas é muito apreciado por todas as equipas de astronautas que voaram no Space Shuttle durante o seu programa de trinta anos.

E o envolvimento da Amorim não acaba aqui. A NASA tem estado a desenhar, construir e testar a próxima geração de veículos de lançamento - Space Launch System. Com o primeiro lançamento de teste, agendado para 2019, este irá ser um dos maiores e mais poderosos foguetões jamais construído pela NASA e irá ter a capacidade para enviar astronautas de volta à Lua e a Marte. A NASA irá continuar a confiar nos vossos materiais de proteção térmica aeroespacial quando assumirmos estas missões incrivelmente complexas e desafiantes no futuro.

“A Corticeira Amorim teve um papel fundamental na proteção térmica.”

Photo Source: ohioastronaut.com

Na iminência da colonização em Marte e da profunda exploração espacial nas próximas décadas, como pensa que a sua experiência como astronauta contribuiu para este momento?

Apesar do Space Shuttle e dos Programas Espaciais Internacionais terem estado exclusivamente focados em missões orbitais em Terra, aquilo que aprendemos e a experiência adquirida irá ser uma enorme ajuda quando nos dirigirmos para Marte e formos explorar o espaço profundo. Muita da tecnologia que iremos usar nos novos foguetões do  Space Launch System advém de experiências e desenvolvimentos anteriores do Space Shuttle, incluindo o uso de impulsionadores de combustível sólido e dos motores principais do Space Shuttle.

Muito do que nós aprendemos dos sistemas de suporte de vida durante o programa da ISS (International Space Station) irá ser útil para o design e construção de habitats em Marte. A confiança nos nossos sistemas desenvolvidos para o ISS será inestimável para as missões em Marte que irão ter lugar muito além da Terra. Também aprendemos muito sobre o corpo humano no espaço durante extensos períodos de tempo. A missão de um ano de Scott Kelly e as dúzias de outros astronautas que viveram a bordo do ISS deu um grande avanço ao nosso conhecimento e capacidade para manter os astronautas saudáveis no espaço por longos períodos de tempo.

Todo este trabalho irá contribuir diretamente para as nossas próximas missões em Marte. No negócio espacial há uma frase muito usada “Apoiamo-nos nos ombros de gigantes”, o que significa que a atual geração de engenheiros, cientistas e astronautas se apoia sobre os ombros (baseia-se nos conhecimentos) dos que vieram antes de nós. E assim como o Programa do Space Shuttle se apoiou nos ombros do Programa Apolo, o nosso Programa de  Space Launch System irá apoiar-se nos ombros do Vaivém e da ISS. Se continuarmos assim, as gerações futuras irão ser literalmente capazes de alcançar as estrelas.

“Também aprendemos imenso acerca do corpo humano no espaço durante extensos períodos de tempo.”

Photo Source: ohioastronaut.com

Segundo a sua perspetiva e experiência, quais irão ser as principais necessidades para a indústria aeroespacial na próxima década?

Um dos maiores desenvolvimentos para a próxima década serão os foguetões do  Space Launch System que irão abrir a porta para os astronautas deixarem a órbita Terrestre e viajarem para destinos do espaço profundo como Marte. Depois de esta série de foguetões estarem desenvolvidos e testados, as portas estarão abertas para muitos destinos diferentes como asteroides, as luas de Marte, ou aterrar no planeta vermelho. Tenho inveja dos nossos jovens estudantes de hoje nas salas de aula que irão ser a nossa próxima geração de exploradores que irão assumir estas emocionantes missões.

Penso que a próxima década também irá assistir ao desenvolvimento das viagens espaciais comerciais. No passado, apenas os muito abastados tinham a possibilidade de adquirir voos para o espaço. Mas com as muitas companhias espaciais comerciais como a SpaceX, a Blue Origin, a Virgin Galactic e muitas outras, prevejo que venham a existir muitas possibilidades para os cidadãos de visitarem o espaço no futuro. Desde experiências suborbitais relativamente curtas, a visitar estações espaciais comerciais, irá existir uma grande variedade de missões para o público escolher.

Estou entusiasmado com a possibilidade da viagem espacial comercial para que muitas mais pessoas possam vir a ter a oportunidade de ver o quão estupendamente belo é o planeta em que vivemos, tal como eu o vi. Cerca de 550 pessoas voaram para o espaço até à data e quase todos eles voltaram à Terra com a forte noção do quão frágil é o nosso planeta e como todos nós temos a responsabilidade de cuidar melhor da Terra. Quanto mais pessoas puderem experimentar esta vista incrível do espaço, mais pessoas teremos para ajudar a espalhar a palavra.
A Terra é um belo mundo e frequentemente não lhe damos o devido valor. Ver a Terra do espaço é uma experiência única!

“As gerações futuras irão ser literalmente capazes de alcançar as estrelas.”

Photo Source: ohioastronaut.com

A cortiça é parte integrante desta novidade. Como vê o futuro da cortiça na indústria espacial?

A cortiça… não é só para usar no planeta Terra! Assim como a cortiça tem sido um importante componente da proteção térmica de quase todos os foguetões lançados da Terra, prevejo que haverão aplicações semelhantes para a cortiça quando visitarmos outras luas e planetas no nosso sistema solar e eventualmente lançarmos foguetões das suas superfícies para a Terra. Cortiça… leve-a consigo sempre que deixar a Terra!

Sobre Donald Thomas

Donald Thomas é um astronauta, cientista, orador profissional, pedagogo e autor da Órbita da Descoberta, acerca da sua missão STS-70 a bordo do vaivém espacial Discovery. Veterano de quatro voos, Don passou 44 dias no espaço e orbitou a Terra quase 700 vezes. Hoje, Don está a ajudar a informar e entusiasmar o público em geral para o nosso futuro no espaço e a preparar a nossa próxima geração de cientistas, engenheiros e exploradores para as suas missões no futuro.

Saiba mais sobre Donald Thomas em ohioastronaut.com.

Partilhar

Onde estamos

:

Headquarters Rua de Meladas,
260, 4535-186 Mozelos VFR Portugal

embed google maps
we provide the best link directory overview